quarta-feira, 20 de julho de 2011

Caso Hooker: decisão da FIPAV frusta Pesaro e imprensa Italiana


A FIPAV, Federação Italiana de Voleibol, chegou a decisão hoje que o time do Scavolini Pesaro tem razão no caso contra a jogadora americana Destinee Hooker, que abandonou a equipe rompendo unilateralmente o contrato que tinha assinado com o clube, e suspendeu a jogadora por apenas 2 meses. A punição branda frustou o time italiano, que esperava uma decisão exemplar da entidade.

A imprensa italiana é outra a questionar a punição da FIPAV, já que a suspensão de apenas dois meses e em pleno período de seleção significa efeito nenhum no final das contas. A imprensa se pergunta também, se a própria entidade nacional pune por apenas dois meses, que decisão poderá tomar a Federação Internacional?

Mais uma vez a política internacional fala mais alto, e mais um caso acaba em pizza. Resta ao Pesaro fechar as contas contando os danos e partir para uma nova temporada sem pensar no passado.


fonte: volleyball.it

7 comentários:

  1. ACHO QUE ESSA PUNIÇÃO SERVE MAIS PARA TIRAR UMA POUCO DA FORÇA DAS AMERICANAS DO GRAND PRIX, E TIRAR RITMO DA H0OKER, QUE SENDO ASSIM SÓ JOGARA O CAMPEONATO DA NORCECA E A COPA DO MUNDO EM NOVEMBRO, DANDO ASSIMM CHANCES AS ITALIANAS DE CONSEGUIREM ALGUMA COISA

    ResponderExcluir
  2. Lamentável a atitude da Hooker e, mais ainda, a decisão da FIPAV... Abre oportunidade para que ela faça isso de novo, né Osasco????

    Na minha opinião, ela foi pouco profissional e merecia uma punição mais severa, mas como disseram a politica falou mais alto! Queria ver se fosse uma jogadora de outro país!

    ResponderExcluir
  3. Jardel, a decisão da FIPAV nao influencia a Hooker jogar pela seleção, apenas no campeonato Italiano. Como o campeonato Italiano está em meio temporada, a punição na verdade não altera em nada, por isso a frustação do Pesaro e da imprensa Italiana. A Hooker pode jogar o Grand Prix. Só nao poderia se a suspensão fosse da FIVB, mas a FIVB ainda não se pronunciou a respeito, mas muito provavelmente nao acontecerá nada, já que a própria Federação Italiana não promoveu nenhum suspensão mais severa.

    ResponderExcluir
  4. Mesmo ela tendo feito decisões antiéticas vai ser muito bom ter uma jogadora de porte igual ela jogando aqui no Brasil.

    ResponderExcluir
  5. Nossa Joana, desculpe a total ignorância sobre a decisão da FIPAV, realmente eles pisaram na bola, e sim o Pesaro têm toda razão em questionar, pois muito se perdeu, e a proposito, o que achou da Costagrande, e de um modo geral da seleção italiana em Brasilia, essa temporada ao meu ver demostra uma melhor organização do time para os diversos campeonatos que teremos este ano, bem diferente da temporada passada.

    ResponderExcluir
  6. Nada..rsrsrs, só estava explicando como funciona. Na verdade nenhuma decisão que a FIPAV tomsse severa ou não alteraria a atuação da Hooker fora da Itália, seja em liga ou em seleção. Mas era o primeiro passo que o Pesaro queria...por issoa decepção deles.Enfim.

    Quanto a Itália, bem, as meninas italianas não estiveram em seu melhor, mas era o esperado. Foi apenas o primeiro torneio delas no ano, e elas estão trabalhando muito forte a parte física neste momento, então é natural que a técnica fique um pco de lado. Vamos ver como o time evoluiu até o Grand Prix.

    ResponderExcluir

Qualquer mensagem de conteúdo ofensivo será excluída. Respeitem o voleibol.