terça-feira, 30 de agosto de 2011

Sokolova anuncia que não joga o Europeu e critica fórmula do Grand Prix


A ponteira russa Liubov Sokolova realizou hoje, em Moscou, uma coletiva de imprensa para anunciar que não irá participar do Campeonato Europeu 2011. A jogadora aproveitou para criticar a fórmula do World Grand Prix, que para ela não é um torneio criado para atletas.

"As negociações com a federação russa começaram muito tarde e eu não conseguiria ganhar minha melhor forma em um mês. Eu não quero estar em quadra com nem ao menos 80% da minha melhor forma física, isso não é nível de seleção. Além disso quero passar mais tempo com minha família e especialmente com meu filho, porque ele está na idade que meu apoio é mais necessário. Então, não vou jogar o Campeonato Europeu  essa temporada, mas eu ainda quero vencer as Olimpíadas."

Comentando sobre o Grand Prix: "Eu não gosto do torneio World Grand Prix. Falando francamente, eu nem sei para quem ele foi feito, com certeza não para os atletas. Viajar de lugar a lugar, jogar três semanas, 3 jogos a cada semana, depois jogar 5 jogos seguidos - é insuportável, no final, você não tem mais nenhum poder físico ou mental."

Sobre a participação russa: "Durante o torneio entrei em contato com minha amiga Merkulova e ela me disse que as tensões estavam crescendo dentro do time. Está relacionado ao cansaço e a irritação. Tudo isso reflete no jogo. Você pode notar que quando a atmosfera é boa dentro do time - elas jogam bem dentro de quadra. Não houve conflitos, mas é óbvio que todas estavam muito cansadas."

Sokolova falou ainda sobre sua atual situação no clube e na liga turca. O Fenerbahçe perdeu o patrocinador da equipe de voleibol após um escândalo com o presidente do clube no futebol. Segundo Sokolova, se ela achar que a situação lá não é estável, muito provavelmente a jogadora deve retornar ao Zarechie Odintsovo, clube que defendeu de 2007 a 2009.


fonte: inside-volley.com (tradução Nick), russiavolley.ru, championat.com

14 comentários:

  1. As coisas vão mal a pior , tinha certeza que ela voltaria , sem ela a Rússia não é nada , confesso que estou meio abalado com essa escolha da Sokolova.

    Espero que a Rússia possa fazer um bom Europeu e que pelo menos tenha a Kosheleva de volta e a Gamova em boa forma física , mas gostei da frase. "Ainda quero ganhas as olímpiadas." espero muito que ela consiga isso em Londres 2012.

    Mas vamos esperar para ver o que vai ser da Rússia nesse Europeu sem a Sokolova.

    Joana , do europeu saem quantas equipe para a Copa do Mundo?

    ResponderExcluir
  2. Se o wild card da Copa do Mundo for oficializado para a Polônia, o que vai acontecer. São duas equipes que saem do europeu para a Copa do Mundo. Os dois melhores.

    ResponderExcluir
  3. Joana eu nunca entendi o por quê da Polônia ganhar sempre wild card para competições importantes ?
    Isso é muito injusto para com as outras equipes européias não é ? Por exemplo,Alemanha,Sérvia e Holanda poderiam ocupar uma terceira vaga caso fosse esse o número de vagas garantidas na Copa do Mundo,sem esse benefio para a Palônia...

    ResponderExcluir
  4. Injusto é sim Matheus, basta lembrar que a Holanda ficou de fora das Olimpíadas de Pequim, por causa de uma desses wild cards da Polônia.

    A disputa na Europa é mt grande, muitos países têm chances, e sim, mt provavelmente a Polônia não conseguiria jogar os todos os torneios que joga.

    Mas Polônia tem um acordo político, digamos assim, com a FIVB, como o vôlei lá é muito popular, e as transmissoes sao sempre fantásticas, é o acordo. A Polsat compra todos os jogos da FIVB, mas a Polônia precisa estar jogando o torneio, enfim...são questões políticas.

    triste, mas é assim que as coisas funcionam.

    ResponderExcluir
  5. E esse acordo é mais injusto pois de acordo com a Jonana a Holanda ficou fora de Pequim por causa de um Wild Card , e a Polônia vez o que em Pequim? NADA , ficou na primeira fase e passou vergonha , um absurdo isso que a FIVB faz.

    ResponderExcluir
  6. Espero que a Rússia possa fazer um bom Europeu e que pelo menos tenha a Kosheleva de volta e a Gamova em boa forma física , mas gostei da frase. "Ainda quero ganhas as olímpiadas." espero muito que ela consiga isso em Londres 2012. +1

    Gamova precisará sair daquela pasmaceira dela para liderar a Equipe, que é muito inxeperiente... Sem Sokolova ela é única que tem bagagem para isso! Temos que acreditar que ela pode fazer isto, senão as coisas vão ficar muito dificieis para a Rússia...

    ResponderExcluir
  7. Pessoal, há realmente algumas inexperientes na Rússia, mas Borodakova, Perepelkina, Merkulova, Fateeva e Mahkno são inexperientes?? Até Goncharova e Startseva já tem alguma bagagem, ou seja, a inexperiência não é desculpa. A questão é que eles continuam dependendo somente de Sokolova, Kosheleva e Mahkno pro passe. não existe linha de passe com duas jogadoras como aconteceu no G. Prix.

    ResponderExcluir
  8. Joana,
    eu tenho uma dúvida: se por acaso a Polônia vencer o Europeu, como fica essa palhaçada do Wild Card? Ou será que existe outro País que tem este tipo de acordo com a FIVB? Uma lástima (já falei isso outras vezes) essa politicagem da FIVB! Esperar o quê de uma Entidade presidida por uma múmia???

    ResponderExcluir
  9. Se a Kosheleva não voltar a tempo as chances da Rússia diminuem bastante,e as favoritas passam a ser Sérvia e Itália.

    O Grand Prix é realmente um torneio desgastante,mas me pareceu meio q uma desculpa para a atuação abaixo do esperado da Rússia,afinal de contas,todas as seleções passam pelas mesmas condições durante todo o torneio,com exceção de algumas asiáticas, sempre favorecidas pela FIVB.

    Ou então o trabalho físico do time russo não foi bem feito e as jogadoras acabaram sentindo no final do campeonato.

    ResponderExcluir
  10. @Cleide, bem em teoria se classificam para a Copa do Mundo 3 Europeus, então caso a Polônia saia campeã desse, acredito que joguem a Copa do Mundo, os outros dois melhores europeus, ou seja, 2 e 3 colocados.

    ResponderExcluir
  11. sobre o Grand Prix: com certeza Sokolova está certíssima, a formula de competição do Grand Prix é simplesmente ultrapassa e horrível, exige demais das atletas tanto físico, como psicologicamente. E de quebra tem uma premiação vergonhosa. Para a Liga Mundial a FIVB faz de tudo e mais um pouco para que melhore a cada ano, já o Grand prix e sempre deixado de lado.

    ResponderExcluir
  12. O Brasil deveria fazer um boicote ao Grand Prix mas a ganância...A Rússia está certa.Acabar com as jogadoras num campeonato desse.Esse ano a edição foi zero de qualidade.

    ResponderExcluir

Qualquer mensagem de conteúdo ofensivo será excluída. Respeitem o voleibol.