sexta-feira, 11 de março de 2011

Maren Brinker: "Impossible is nothing"


Após vencer a Copa Alemã no último domingo, e ser eleita MVP, a ponteira Maren Brinker, um dos destaques também da seleção alemã, foi a entrevistada da semana pelo o site da federação alemã. A ponteira de 24 anos contou um pouco sobre a vitória, e também os planos para o futuro.

Quais foram, na sua opinião, as razões para o sucesso do Stuttgart? Onde o Smart Allianz foi mais forte?

Acredito que a chave do sucesso foi o baixo número de erros de nossa parte comparado com o Suhl. O ponto crucial no jogo para nós foi que conseguimos virar e vencer o segunda set.

Quão grande foi o alívio e a alegria para o Smart Allianz Stuttgart no primeiro maior título conquistado na história do clube?

Não sei se alívio é a palavra certa, nós estávamos relativamente confiantes no jogo, como se pode ver com o bom início também. Mas os amigos, claro, não tinham limites! O título aumenta a atenção para o nosso time, e isso sempre vale a pena!

Pela primeira vez em uma grande final a nível de clube. Como se sentiu?

As meninas da seleção já tantas vezes me disseram sobre momentos como esses e agora pude finalmente experimentar. Foi simplesmente inacreditável e é uma experiência que faz cada jogadora crescer, porque você deve provar um momento decisivo deste tamanho.

Não muitos jogadores de voleibol puderam ter a chance de ter 10000 espectadores para mostrar suas habilidades. Descreva novamente a atmosfera.

Isso é uma recompensa por todos os esforços nos treinamentos. Mesmo que você não possa escutar seus próprios fans. Você é carregado pelo volume.

Vocês tiveram algum tipo de preparação especial para uma atmosfera como essa? Você pessoalmente tem alguma vantagem pelos jogos com a seleção diante de tantos espectadores, e assim lida melhor com esse tipo de atmosfera?

Como time não tivemos nenhum preparação especial, mas algumas de nós já havia jogado antes diante de tanta audiência. Fico feliz que joguei já no Brasil e no Japão em ginásios assim, mas dessa vez foi legal ter seus próprios fans por atrás.

Um dos dois maiores títulos já é do Stuttgart. Essa temporada 2010/2011 é então um sucesso para o Smart Allianz?

Com certeza, esse título é um grande sucesso para nós, mas não vamos nos acomodar com ele e vamos lutar pelo próximo. Temos apetite para mais.

Agora vocês tem o campeonato como próximo objetivo? Isso está nas expectativas do Stuttgart, ou seria mais a cereja em cima do bolo?

Acho que seria mais a cereja em cima do bolo, pelo menos eu não sinto nenhuma expectativa ou pressão por parte do clube.

Com a vitória na copa, uma lugar na European Cup está assegurado, um novo hall para os jogos também está disponível. O Stuttgart busca agora e pode, assim,  estar em breve entre os melhores clubes da Bundesliga?

O clube está no caminho certo, as estruturas foram criadas e agora está mostrando também o sucesso.

Vamos falar da seleção: Esse verão é sobre a classificação para as olimpíadas, a decisão preliminar. Se a seleção alemã for bem no Grand Prix e tiver sucesso no Campeonato Europeu, então temos chances para Londres 2012. Carregada pela pressão ou uma adição para ter mais vontade?

Nosso time sempre tem resistido a pressão sempre em tais situações, como você pode ver, especialmente no qualificatório para o Grand Prix do ano passado. Assim, vamos todas tentar juntas nesse verão, de chegar um passo mais próximo do nosso sonho.

Ao final da temporada de 2010, a seleção alemã mostrou, no qualificatório para o Grand Prix (1º lugar) e no Campeonato Mundial (7º lugar), ótimas atuações e resultados. Quão alto é possível chegar em 2011? Talvez até uma medalha no Grand Prix ou na Campeonato Europeu?

Como o comercial da Adidas bem popular diz: 'Impossible is nothing'. É sempre bom ser recompensado com uma medalha e para isso vamos treinar e lutar.

fonte: volleyball-verband.de, tradução google

7 comentários:

  1. Gosto do estilo da Brinker. É uma das jogadoras alemãs que mais gosto de ver em quadra, com seu nível técnico ótimo e muita garra. Alem é claro, da sua beleza natural ser um caso a parte.

    ResponderExcluir
  2. Bela matéria. Sou fã da Brinker como de toda a equipe alemã (Maggi, claro, é a minha preferida).

    Mas o que muita gente não sabe é que a Brinker é portadora de Diabetes Tipo 1 e em todos os jogos ela tem que medir a taxa de glicose pelo menos umas cinco vezes por jogo.

    A doença foi diagnosticada em 2002, quando ela, aos 16 anos, acabava de ser convocada para a seleção juvenil. Com 1,86cm ela pesava apenas 48kg.

    Isso foi um baque na vida dela, ainda mais que ela morria de medo de agulha. Hoje ela até brinca dizendo que o aparelho, um CONTOUR®USB, parace um MP3 Player. Tem até umas fotos dela pela net usando o aparelho durante os intervalos dos jogos.

    Essa menina linda além de uma grande jogadora é um exemplo de superação e aproveito para sugerir uma matéria mais detalhada sobre ela.

    Mais uma vez, bela matéria.

    ResponderExcluir
  3. Bem leagal essa historia Eduardo, eu nao sabia q a Brinker tinha diabetes nao. Obrigada por compartilhar! ;)

    ResponderExcluir
  4. Pois é, Joana, a Maren passou por maus momentos ao descobrir a doença, mas não se deixou abater e seguiu com a vida.

    Muitas pessoas se abatem ao receber um diagnóstico de diabetes (conheço uma pessoa assim) e acham que a vida acabou, mas Brinker é prova viva de que é possível para um diabético levar uma vida normal e praticar seu esporte favorito, pois é uma atleta de alto nível e que pratica um esporte que exige muito do físico e da mente. E ela ainda continua seus estudos para se formar professora de matemática e alemão, que é o seu grande sonho. Na minha modestíssima opinião Maren é uma vencedora e um exemplo de vida. Além de uma gata, é lógico ;-)

    Deve ser por causa da diabetes que ela se mostra um pouco irregular durantes os jogos. Começa bem e de repente cai de produção. Pelo que entendi (by Google Tradutor) ela começa as partidas com uma alto nível de açúcar no sangue (200mg) e tem que fazer várias medições durante os jogos pra ver se está tudo bem. Não deve ser nada fácil pra ela.

    No link abaixo tem uma matéria sobre a diabetes da Brinker:,

    http://www.viva.vita.bayerhealthcare.com/scripts/pages/de/presse/news_details_page.php/13549/

    Se você puder traduzir a matéria toda e postar no blog seria bacana. Quem sabe um perfil da Brinker, hein? Tenho certeza que muitos fãs dela adorariam ler à respeito.

    Grande abraço.

    ResponderExcluir
  5. Excelente Eduardo.

    Essa história de superação foi um dos vários motivos pelos quais me tornei ainda mais fã dela.

    ResponderExcluir
  6. Obrigada Eduardo pelo link....vamos fazer uma matéria sobre sim! É uma história bem legal ;)

    ResponderExcluir
  7. Valeu, Joana!

    Vou aguardar ansioso.

    ResponderExcluir

Qualquer mensagem de conteúdo ofensivo será excluída. Respeitem o voleibol.